Quais as características da Setaria kazungula e como formar pastagem com essa gramínea?

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Setaria kazungula é uma gramínea tropical que se adapta a solos ácidos e de baixa fertilidade, embora apresente maior produção e persistência em solos de média a alta fertilidade. Desenvolve-se satisfatoriamente em solos úmidos de baixada e suporta alagamentos temporários. Tolera geadas, desde que não muito severas, e períodos secos não muito prolongados. Destaca-se pela resistência ao pisoteio, suportando bem o pastejo contínuo. A Setaria é de estabelecimento relativamente fácil, embora de crescimento lento no início. No Brasil Central, a semeadura, após o preparo do solo, pode ser feita de novembro a janeiro, usando-se de 6 a 8 kg/ha de sementes com, pelo menos, 25% de valor cultural. O pastejo pode ser iniciado três a quatro meses após o plantio, de preferência com animais em recria ou engorda. A setária apresenta, em comparação com outras gramíneas, teores de oxalato relativamente altos, especialmente quando as plantas são jovens. Por essa razão, deve-se evitar o pastejo, nesta fase, por vacas recém-paridas ou em mau estado nutricional.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 15 de dezembro de 2008

Artigos Relacionados