Ração para bovinos: entenda sobre os insumos e composição

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
Ração para bovinos

No manejo alimentar, a ração para bovinos precisa ser de qualidade e ter a composição balanceada para garantir a saúde animal. É essencial que os pecuaristas e responsáveis pela alimentação conheçam detalhes sobre os insumos e a composição necessária para uma dieta correta, nutritiva e energética.

Os cuidados com a alimentação do rebanho estão diretamente relacionados com os resultados de produtividade. Isso se deve em razão à melhora do desempenho nas atividades animais no cotidiano. Vale destacar que o Brasil se destaca pela produção de volumoso e concentrado no agronegócio, o que favorece o desenvolvimento da pecuária. Desse modo, o país é considerado o terceiro maior produtor de ração do mundo. 

Contudo, o pecuarista precisa conhecer as especificidades da raça dos animais e saber escolher qual é a melhor ração. Neste artigo, apresentamos o que são os insumos e como pensar a composição é importante para o êxito produtivo. Veja ainda dicas para o momento de escolha e formulação da dieta para os bovinos.

O que são os insumos?

Insumos consistem nas matérias-primas usadas na formulação das rações para bovinos, como aveia, arroz, centeio, gliricídia, milho, soja, trigo, triticale, entre outros. Para selecioná-los, deve-se considerar fatores nutricionais ideais para o bem-estar animal, assim como questões geográficas, os valores a serem empregados no manejo e as espécies dos bois. Logo, a composição varia conforme a disponibilidade do grão e os preços.

Na região sul do Brasil, as rações são compostas principalmente por milho, farelo de soja ou farelo de trigo. Já no norte, sorgo, milho e fibras sintéticas compostas de vegetais são usadas para substituir alguns grãos.

Composição e resultados produtivos

A formulação da ração para bovinos leva em consideração os valores nutricionais dos insumos usados. Entre os parâmetros avaliados, está o nível de proteína. A composição dos ingredientes visa suprir as necessidades nutricionais dos animais conforme a raça e o período de crescimento, gestação e lactação. Desse modo, a escolha deve atender os pré-requisitos para a saúde animal e da vigilância sanitária. 

Importante apresentar que os alimentos concentrados usados na produção servem para corrigir a baixa capacidade nutricional das forrageiras e oferece melhora no desempenho na produção de leite e do gado de corte. Assim, o concentrado é feito com elevados níveis de proteínas e energia.

Como escolher a ração para bovinos

Como escolher a ração para bovinos?

É essencial que exista um planejamento alimentar na propriedade considerando o rebanho, as fases de desenvolvimento animal, assim como a qualidade nutricional dos produtos, as especificidades das fases de cria, recria e terminação, peso que almejado para o período de abate, entre outros fatores necessários para o manejo.

Logo, cada situação exige cuidados específicos com o tipo de ração para bovinos que será empregada. Para gado de corte, recomendam-se produtos com milho, sal, farelo de soja e ureia, uma vez que suprem a necessidade nutricional. 

O Curso de Formulação de Dietas e Rações para Bovinos oferece aulas para elaboração de um programa nutricional apropriado para o rebanho com garantia de elevado desempenho dos animais, diminuição dos custos e crescimento da lucratividade.

Fontes: Revista Agropecuária; Soma Nutrição Animal;

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados