TE em equinos

  •   
  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Com todo o avanço das técnicas na medicina veterinária, hoje é possível realizar vários procedimentos que otimizam a produção através de soluções criativas, satisfatórias e com boa relação de custo e benefício.

A biotecnologia usada na reprodução equina enfrentou algumas dificuldades quanto à resistência inicial da maioria das associações de raças, com o tempo os pesquisadores descobriram maneiras de tornar estas técnicas não apenas possíveis como economicamente viáveis e eficientes, os métodos “artificiais” de reprodução foram sendo aceitos pela maioria das raças de cavalos.

A transferência de embriões éum método artificial de reprodução que ocorre em diversas raças e não somente com equinos, onde se retira um embrião do interior do útero da égua doadora e leva-o ao interior de uma égua receptora. A receptora, por sua vez, se encarregará de levar a gestação a termo e assegurar igualmente à lactação, hoje a transferência de embriões é a técnica mais prática da biotecnologia.

A técnica permite obter mais de um filhote por estação reprodutiva da fêmea, e com o melhoramento genético é possível aprimorar cada vez mais as raças, escolhendo sempre os melhores animais, doadora e receptora.

A transferência de embriões é uma técnica que tende a crescer, por ter boa aceitação por parte dos proprietários de cavalos que são os maiores interessados em possuir mais de um produto por ano de suas éguas.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 24 de junho de 2013

Artigos Relacionados