Entenda como o comportamento sexual dos garanhões influencia nas taxas reprodutivas

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
comportamento sexual dos garanhões

Antes de iniciar uma estação de monta equina é essencial fazer uma avaliação andrológica completa dos machos equinos para atestar que apenas animais aptos sejam utilizados. Dentre várias etapas, um aspecto muito relevante é o comportamento sexual dos garanhões. 

É a partir da compreensão da forma como o animal se relaciona nos períodos reprodutivos que é possível colher indícios que há algum problema com a fertilidade, seja em relação à seu sistema locomotor, libido ou ao sêmen, por exemplo. Com isso, é possível utilizar melhor o potencial genético do animal e manter ou melhorar a eficiência reprodutiva do plantel.   

Neste artigo, vamos explicar como funciona o comportamento sexual em garanhões, destacando quais fatores podem causar alterações e ainda explicar como o exame andrológico é usado para identificar mudanças significativas no dia a dia do animal. 

Como é o comportamento sexual em garanhões

Em geral, o equino macho alcança seu potencial reprodutivo por volta de 2 anos de idade. Entretanto, o interesse e capacidade reprodutiva já se mostram presentes antes desse período. Além disso, vale destacar que a atividade sexual do animal se reduz com o avanço da idade. 

Nesse sentido, existem alguns aspectos importantes a serem considerados quando se fala em comportamento sexual de garanhões. O primeiro deles é o reflexo de flehmen, que é notado quando o cavalo simula um sorriso para sentir melhor os cheiros. Esse reflexo é um comportamento essencial para a reprodução tendo em vista que, com o movimento, o animal consegue direcionar os cheiros para as glândulas olfativas que ficam no final de sua passagem nasal. 

Dessa forma, dentre muitas outras aplicações, os equinos usam o reflexo de flehmen para captar os feromônios que as fêmeas liberam no período do estro. Portanto, é bastante comum que estes animais cheirem o ar ou a urina e fezes da égua para checar se elas estão prontas para acasalar. Isso também ajuda a diminuir o risco de serem rejeitados.

Interação com a fêmea

Outra marca do comportamento sexual dos garanhões é a sua interação com a égua em idade reprodutiva, principalmente no período estral. O processo se inicia com a investigação olfatória da urina e fezes. Em seguida, flehmen, vocalização e rufiação. Assim, identificam as éguas em cio e as que apresentam diestro. 

A marca também acontece quando os cavalos detectam urina ou fezes das fêmeas, cheiram e depois defecam e urinam por cima e cheiram novamente. Tudo isso para ocultar o período reprodutivo delas, ou mostrar relação de dominância.

A exposição, ereção peniana e masturbação também são comportamentos sexuais dos garanhões.  No entanto, é importante destacar que o comportamento da maioria dos garanhões criados em liberdade é relativamente silencioso, relaxado e metódico, em comparação com o de muitos garanhões domésticos sob manipulação. Empinar, investir contra uma égua, ou morder e agredir, não são normais em condições de reprodução livre

Fatores que alteram o comportamento sexual dos garanhões

Muitos fatores podem alterar o comportamento sexual dos garanhões, entre os principais estão:

  • O ambiente no qual o cavalo está inserido: nível de conforto, estresse ao qual está submetido;
  • A interação sociosexual: animais criados livremente se comportam de forma diferente daqueles que são criados presos e expostos à fêmea apenas na hora da monta.
  • Manejo, tanto sanitário, quanto nutricional e reprodutivo
  • A genética: algumas raças possuem comportamentos específicos
  • A experiência do animal com outras estações de monta
  • Rotina reprodutiva: alguns animais se sentem estressados com a relação de alguns protocolos como a coleta de sêmen, por exemplo; 
  • Disfunções físicas ejaculatórias, de receção ou relacionadas à excitação sexual.

Como o exame andrológico pode ajudar a identificar alterações 

O exame andrológico é uma etapa essencial para eficiência em um programa reprodutivo. É com essa avaliação que o médico veterinário pode atestar a aptidão de um garanhão tanto para a monta natural quanto para a coleta de sêmen. 

Com o objetivo de avaliar tanto as condições clínicas gerais, quanto as reprodutivas dos garanhões, ele deve ser sempre realizado antes de iniciar a estação de monta, sendo uma etapa fundamental na seleção dos reprodutores e no acompanhamento de seu desempenho reprodutivo.

O exame andrológico em equinos é composto pelas seguintes etapas: 

  • Anamnese
  • Exame geral e físico
  • Avaliação específica do sistema reprodutor
  • Exame de Sangue

Com isso, ele avalia diversos aspectos que podem influenciar no comportamento sexual dos garanhões, aumentando assim, as taxas de eficiência reprodutiva do plantel. 

Gostou desse conteúdo e quer aprender na prática como realizar o exame? Conheça o Curso Prático de Exame Andrológico em Equinos – manipulação, avaliação e criopreservação de sêmen

Fontes: Shop Veterinário, Tudo Vet, IBVet, Lume UFRGS, Revista da PUCRS.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados