Você sabe quais os cuidados necessários após uma cirurgia de castração?

  •   
  • 580
  •  
  •  
  •  

A cirurgia de castração em cães e gatos é uma das intervenções cirúrgicas mais realizadas nas clínicas e hospitais veterinários do país. Embora, não seja um procedimento considerado complicado existem alguns cuidados tanto antes, quanto depois que são fundamentais para que haja uma recuperação rápida e tranquila do paciente.

Mesmo sendo considerada, na maioria dos casos, uma intervenção de baixa complexidade, o animal precisa estar preparado para a cirurgia de castração. Antes do procedimento é necessário que o pet passe por uma consulta com o médico veterinário que fará uma análise clínica mediante ao resultado de alguns exames. Por exemplo, o hemograma e eletrocardiograma, tais cuidados são importantíssimos por conta da anestesia.

Para ser castrado o animal deve estar sob a anestesia geral, que será escolhida pelo médico veterinário especializado em anestesiologia. Em resumo, pode-se escolher entre opções: inalatórias e injetáveis. Se você quiser saber mais sobre qual é a anestesia ideal, leia esse artigo: Anestesia em pequenos animais: Você sabe qual é a melhor?

Além da consulta e dos exames, ainda por conta da anestesia o pet também deve realizar jejum alimentar e restrição hídrica pelo período pré determinado pelo médico veterinário. É comum que após a cirurgia de castração o animal fique por algumas horas no local até se recuperar e voltar para casa.

É essa volta que assusta um pouco alguns tutores. Mas, no geral os cuidados após a cirurgia de castração são bem simples. Para te ajudar separamos algumas dicas, confira baixo!

Principais cuidados após uma cirurgia de castração

Você sabe quais os cuidados necessários após uma cirurgia de castração

Os primeiros dias são os que é preciso maior atenção. Isto é, por conta dos pontos para não haja quaisquer interferências que possam causar infecções ou provocar seu rompimento. Então, é importante ficar de olho no pet até a retirada dos pontos da castração.

É importante também evitar que o animal corra, suba escadas ou pule de mais. Pois, tais atividades podem ocasionar também no rompimento dos pontos e causar um desconforto maior.

Outro ponto a destacar é que o tutor deve seguir as orientações recebidas do médico veterinário e limpar diariamente com produtos adequados o local da cirurgia. Resumidamente, 3 itens são indispensáveis para recuperação do pet:

1 Conforto

Assim como os seres humanos os animais precisam de conforto e cuidados especiais no pós-operatório para a recuperação completa. Então, é importante que o tutor proporcione um local adequado ao pet, pois o repouso é fundamental para uma boa recuperação.

2 Água e comida de qualidade

A hidratação e alimentação estão liberadas de acordo com a orientação do médico veterinário. Mas, não force o animal a comer ao invés disso ofereça porções menores nos primeiros dias.

3 Ministrar os medicamentos prescritos pelo médico veterinário corretamente

Em alguns casos, o médico veterinário pode prescrever medicamentos com ação anestésica e anti-inflamatória. Então, fique atento para dar a medicação no horário correto e na quantidade exata na qual foi prescrito.

Existem diferentes técnicas para castrar um cachorro ou gato. Mas, atualmente é bem mais comum a escolha de métodos menos invasivos, como a castração com a técnica do gancho, que é mais segura e com pontos quase que imperceptíveis. Dentre as principais vantagens dessa técnica podemos citar:

  • tempo sob a anestesia
  • redução do tempo cirúrgico
  • rápida recuperação do paciente
  • facilidade com os cuidados pós-operatórios

O que muda após a cirurgia de castração?

As principais mudanças são relacionadas a saúde, nas cadelas algumas mudanças são:

  • evita gravidez psicológica
  • reduz o risco de piometra
  • fim do incômodo com período de cio
  • se a realizada antes do primeiro cio diminui consideravelmente o risco de tumores na mama

Já em machos, as mudanças após uma cirurgia de castração são mais aparentes em seu comportamento:

  • minimiza a agressividade
  • diminui a demarcação de território com xixi
  • reduz as chances do pet ter tumor de próstata

Fontes: Pet Love e Dog Hero

  • 580
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados