O que é irrigação inteligente e quais as suas vantagens?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  
irrigação inteligente

A irrigação inteligente vem crescendo e se desenvolveu consideravelmente nos últimos anos, graças a seus diversos benefícios. Seu objetivo não é apenas suprir a escassez de chuvas, mas sim ajudar a produzir mais com menos. 

Porém, é importante saber que cada tipo de cultura exige um projeto diferenciado para garantir a eficiência produtiva. Mesmo assim, 93% da produção brasileira ainda utilizam sistemas de irrigação pouco eficientes, de acordo com dados do Instituto Internacional de Gerenciamento de Água em Agricultura (IWMI). 

Pensando nisso, neste artigo vamos explicar melhor o que é irrigação inteligente, como ela funciona e suas principais vantagens. Confira!

O que é a irrigação inteligente?

A irrigação inteligente é uma técnica que tem por objetivo fornecer água e nutrientes de forma controlada junto a plantação. O objetivo principal é fazer uma irrigação localizada fornecendo água onde ela é realmente necessária: às raízes das plantas.

A técnica nasceu em Israel, quando produtores inventaram a irrigação por gotejamento. Depois disso vem sofrendo muitos aperfeiçoamentos e adaptações por todo o mundo.  

A tecnologia pode contribuir para a sustentabilidade do produtor e do agronegócio brasileiro como um todo. Isso, porque a economia de água pode chegar a 60% e o aumento de produtividade a 100% quando a técnica é aplicada na área de absorção.

O investimento inicial é relativamente alto, mas é preciso levar em consideração o custo-benefício. O retorno acontece entre quatro e seis safras, mas o projeto ainda garante cerca de 12 anos de economia e produtividade elevada. 

Como funciona a irrigação inteligente

Uma das principais soluções inteligentes em irrigação é a tecnologia de irrigação localizada por gotejamento ou gota a gota. Nesse sistema a água é levada sob pressão por tubos subterrâneos com gotejadores. 

Há também a possibilidade de utilizar o sistema de nutrirrigação. Este consiste na aplicação de nutrientes via sistema de irrigação por gotejamento, para serem aplicados diretamente na raiz, de forma parcelada, ao longo do ciclo da cultura.

Com a irrigação inteligente a água e os nutrientes são levados na medida e no tempo certo, levando em consideração cada cultura e seus ciclos. Assim, a planta pode se alimentar mais vezes e em menores quantidades o que faz toda a diferença para que a absorção dos nutrientes aconteça de forma saudável.

Optando por esse tipo de irrigação as plantas recebem os nutrientes no local certo e no momento oportuno, seguindo o ciclo fenológico da cultura.

Vantagens

Entre as principais vantagens da irrigação inteligente estão a eficiência e a oportunidade de produzir mais com menos. 

Mas um dos benefícios que mais chama atenção, é a economia de água, um recurso que está a cada dia mais limitado em algumas regiões. Neste sentido, ela permite utilizar a água de forma mais racional, potencializando seu uso.

Além disso, tem como benefícios:

  • Maior economia de energia elétrica;
  • Economiza mão-de-obra e tempo;
  • Eficiência na utilização da área;
  • Garante a homogeneidade na lavoura;
  • Facilita o manejo;
  • Contribui para o crescimento sustentável da irrigação;
  • Assegura maior retorno em produtividade e qualidade dos cultivos.

Comparando com outros tipos de irrigação, a inteligente ainda apresenta como vantagem o fato de não molhar as folhas das plantas. Isso evita o surgimento de doenças e de estresse na planta.  

A irrigação inteligente quando bem planejada pode durar muitos anos, aumentar expressivamente a produtividade e ser uma grande aliada para a agricultura sustentável. Porém, assim como qualquer outro tipo, quando não é bem projetada pode causar prejuízos enormes e desastrosos.

Ainda está em dúvida sobre qual é o melhor sistema de irrigação para cada cultura? Com o Curso de Projetos de Sistemas de Irrigação do CPT Cursos Presenciais você vai aprender na prática  a desenvolver projetos eficientes para diversas culturas. Veja mais informações aqui.

Fontes:

Grupo Cultivar, ANUÁRIO DA PRODUÇÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DISCENTE, O Girassol, Agro Link, Tecno Show Comigo.   

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados