Quais as principais doenças oculares em gatos e como identificá-las?

  •   
  •  
  •  
  •  
  •  

doenças oculares em gatosOs gatos, como os humanos, também podem apresentar doenças que afetam seu olhos, órgãos tão sensíveis e importantes a esses animais. Como não possuem um visão tão apurada daquilo que está mais afastado, esses tipos de enfermidades lhes causam grandes problemas. No entanto, se diagnosticadas com rapidez, as doenças oculares em gatos mais comuns são facilmente tratadas.

É possível identificar enfermidades por meio de pequenas inspeções. Observando com cuidado os olhos dos felinos, pode-se notar algumas alterações que permitem indicar alguma doença. Acúmulo de água nos olhos, dificuldade em manter um dos olhos abertos e corrimentos esbranquiçados são algumas das características incomuns que requerem atenção especial dos donos, já que podem ser indicativos de doenças oculares em gatos

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e conheça algumas das doenças oculares em gatos mais comuns.

Doenças oculares em gatos comuns

Glaucoma

Causado por um aumento da pressão nos olhos, o glaucoma é uma das principais doenças oculares em gatos. Pode ter diversas origens e levar ao diagnóstico de outras enfermidades. Se não for tratado precocemente, é capaz de levar o animal doente à cegueira. Dentre os principais sintomas, destacam-se: perda de apetite, náuseas, variações comportamentais e, em casos mais avançados, alterações na coloração da córnea. O glaucoma não possui cura, mas seu tratamento é feito por meio de medicamentos específicos para o problema, como colírios e anti-inflamatórios.

Conjuntivite

A conjuntivite felina é uma enfermidade bastante perceptível aos donos. Consiste em uma inflamação da mucosa do olho que tem por características principais a produção excessiva de remelas, vermelhidão e coceira abundante no locar da inflamação. Em alguns casos, é possível notar inchaço nos olhos ou até mesmo alterações no formato da íris. Para tratá-la, os gatos devem ser medicados com colírios e antibióticos, além de uma limpeza delicada e cuidadosa nos olhos. É necessário que haja uma maior atenção à conjuntivite, já que pode ser um sintoma de outras doenças oculares nos gatos.

Catarata

Caracterizada por uma macha da pupila dos felinos, a catarata é comum em animais mais velhos. Em alguns casos, é possível que essa doença esteja relacionada à diabetes nos gatos. A opacidade dessa mancha acaba por afetar a visão dos felinos, podendo chegar até mesmo à perda sua total. Tropeços, alterações no caminhar e variações de cor nos olhos e nas pupilas são alguns dos sintomas dessa doença. Se ligadas à diabetes, é possível notar nos animais doentes sede excessiva e perda de peso. Em determinadas circunstâncias, o tratamento da catarata pode consistir até mesmo em uma cirurgia, mas o mais comum é a aplicação de medicamentos locais.

Uveíte

Uveíte é o nome dado à inflamação da parte inferior do olho dos felinos. Se acomete o animal diretamente, recebe o nome de uveíte primária. É chamada de uveíte secundária se acontece em decorrência de outras doenças oculares em gatos. Pode apresentar certo grau de gravidade, então recomenda-se atenção especial de seus donos. Os animais diagnosticados com essa enfermidade, em geral, apresentam: comprometimento da visão, vermelhidão e fotofobia (desconforto em locais muito iluminados). O tratamento da uveíte deve ser feito o quanto antes, a fim de prevenir a perda da visão do animal doente, e geralmente é feito em duas partes: específica e paliativa. Nesta primeira, à base de corticoides, é tratada a causa primeira do problema. Na segunda, por meio de anti-inflamatórios, são tratados os sintomas secundários.

Terçol

O terçol é uma infecção bacteriana que resulta no inchaço de parte do olho dos felinos que, por muitas vezes, é de fácil percepção. Além da dor e do incômodo, também pode causar vermelhidão nos olhos comprometidos. Na maior parte dos casos, diferentemente de outras doenças oculares em gatos, o terçol desaparece sozinho, mas em outras circunstâncias, recomenda-se o uso de antibióticos.

As observações que são feitas em casa são importantes para que se identifique alguma anormalidade nos felinos, que podem ser causadas por doenças em seu princípio ou em algum outro estágio. Contudo, o diagnóstico mais preciso e completo vem de um médico veterinário capacitado, por meio de exames específicos e meticulosos. Para tal, é necessário ter um conhecimento diferenciado na área de oftalmologia. Quer se capacitar na área? Conheça os cursos de oftalmologia em pequenos animais.

Fontes: Meus Animais, My Txai, Perito Animal.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  
Sem categoria

Atualizado em: 9 de março de 2020

Artigos Relacionados