Baia para Cavalo: Conheça os tipos e tamanhos

  •   
  •   
  • 801
  •  
  •  
  •  
  •  

Tipos e tamanhos de baia para cavalos

A qualidade de vida e o bom desempenho do cavalo depende de uma série de fatores como a raça, função, alimentação equilibrada e também da acomodação. Sendo assim, a baia para cavalo cumpre um papel de, mais do que garantir o descanso do animal, protegê-lo de eventos climáticos e promover o seu conforto e bem-estar.

Por essa razão, conhecer quais são os tipos de baias, o tamanho adequado e para qual raça ela se destina é uma etapa fundamental do manejo de equinos.

Se você já cria ou quer criar equinos, mas ainda não sabe qual é o tipo de baia ideal, leia este artigo até o final. Aqui vamos falar de cada uma delas e para qual raça é mais indicada. Confira.

Existe um tipo ideal de baia para cavalo?

Muitos proprietários e profissionais se questionam sobre o tipo de baia ideal para cavalos. Mas, a verdade é que a resposta depende muito.

Cada raça de cavalo e, consequentemente, a função que ele desempenha (reprodução, esporte, carga, etc) possui uma demanda de manejo diferente. E isso inclui o tipo de baia recomendado.

Podemos dizer que, basicamente, as acomodações para os equinos se dividem em:

-Estábulos livres;

-Restritos em compartimentos (baias);

-Corrente.

A seguir, confira cada uma delas!

Estábulos de circulação livre

Este tipo de estabulação é bom pois, permite a formação de grupos e, com isso, maior contato social e movimentação. As baias livres podem variar quanto a sua estrutura. Costumam ser ou totalmente interna e coberta ou também ter uma parte externa na qual os cavalos podem circular e tomar sol.

O estábulo de circulação é mais apropriado para raças extensivas, criação de potros e para populações de cavalos de montaria. Além disso, mesmo os cavalos de passeio ou de hipismo, têm a sua necessidade diária de movimentação garantida com o passeio obrigatório.

Quais as dimensões do estábulo de circulação livre?

Este estábulo deve ter pelo menos 10m² por animal (raça grande). O seu espaço interno  é dividido nas seguintes áreas:

– Destinada ao repouso (com cama);

– Superfície firme sem cama em frente de manjedouras (de preferência beirando as paredes longitudinais).

– Área de circulação externa (uma evolução dos estábulos de movimentação livre interna)

– Abrigo contra chuva e vento

Já o estábulo aberto ou o abrigo se divide em:

– Área de repouso (por animal de raça grande cerca de 8m²);

– Área de alimentação;

– Área de circulação é dimensionada em 30m² por animal.

É importante destacar que o problema deste tipo de baia é que, por ser destinado a um grupo, a alimentação dos animais é dificultada. Sobretudo, quando há a presença de animais mais fortes ou gulosos gerando competição. Porém, nesses casos, para o acesso igualitário ao alimento, todos devem ser amarrados em locais individuais, separados por paredes divisórias.

Além disso, uma curiosidade interessante é que se os animais recebem seu concentrado em baldes que são colocados de maneira similar ao saco de manjedoura. Assim, o cavalo de maior nível hierárquico precisa ser servido primeiro e ter a sua manjedoura retirada por último.

Dessa forma,  oferta de volumoso pode ser feita  em cochos atrás de grades com um espaçamento de 20-25 cm. Nesse sistema, os animais podem fazer manobras com suas cabeças com cuidado. As manjedouras redondas também oferecem um maior espaço e melhor possibilidade para esquivar-se.

Estábulo individual ou baia

Este tipo de estábulo é mais usado para animais de criação e equitação. É uma baia para cavalos de tração e também para animais que atuam na rua, como aqueles da Polícia Militar.

Nesse formato, a baia oferece uma possibilidade modesta para movimentação e tem vantagens evidentes para animais. Principalmente para aqueles que não se movimentam regularmente ou o fazem de maneira insuficiente. Na baia individual, os edemas e inchaços dos membros são menos frequentes uma vez que não existe o contato intenso com os outros animais, que é um das principais causas desses problemas.

Quais as dimensões do estábulo individual ou baia?

O estábulo individual deve ser grande, de maneira que os animais possam se virar, deitar e rolar comodamente. As dimensões se orientam segundo o tamanho e a utilização do animal.

Como regra geral, para cavalos de equitação a área mínima (em m²) de ser calculada da seguinte forma:  = [altura de cernelha (m) x 2]2.

Por exemplo, em uma altura de cernelha de 1,60m é necessária uma área de 10,2m². Por isso, as medidas usuais para baias são de 3,2 x 3,5m (11,2m²).

Já para animais em reprodução o recomendado é 4 x 4m (16m²). A medida mais estreita deveria ser no mínimo 1,5 vezes maior que a cernelha, e a porta de no mínimo 1,20m. Boxes externos são servidos por um corredor externo coberto.

Com as portas divididas os animais têm contato com o mundo exterior pela abertura da parte superior. Os boxes externos são especialmente apropriados para animais com enfermidades crônicas das vias respiratórias.

Estábulo de corrente

No estábulo ou baia de corrente, o piso é feito de paralelepípedos ou cimento. Já as paredes externas e a cobertura (laje) devem ser elaboradas para que possam absorver e eliminar quantidades limitadas de umidade. Desta forma, se reduz a formação da água de condensação que favorecem a migração de larvas parasitárias.

Em geral, de uma baia podem ser feitos cerca de dois estábulos de corrente. Este tipo de estábulo atualmente se justifica para animais que são movimentados diariamente durante várias horas.

Quais as dimensões do estábulo de corrente?

O recomendado é que a baia para equinos seja clara, com uma janela do tamanho mínimo de 1/15 da área de piso do estábulo. A intensidade de iluminação tem que ser prevista com no mínimo 40, sendo que o melhor é de aproximadamente 100 Lux/m². Principalmente, em éguas de criação cujo ciclo sexual é influenciado pelo fotoperíodo, uma iluminação adequada é indispensável. As janelas têm que permitir uma abertura de maneira que uma troca de ar não seja impedida.

A baia de corrente, demanda menos espaço por animal. Um comprimento de 3,00 – 5,50 e uma largura de 1,75m são suficientes. As baias para cavalos normalmente são divididas por paredes de madeira ou blocos, cuja altura normalmente atinge 1,35 a 1,5 vezes a altura da cernelha.

Já na parte superior das divisórias, o ideal é que sejam utilizadas grades de maneira pelas quais os animais possam observar os arredores. Por fim, nos estábulos de corrente, os espaços individuais são separados por toras de flanqueamento de aproximadamente 0,90m para animais de tamanho médio.

Indiscutivelmente, o mais importante na hora de determinar o tipo de baia para cavalos é, além de levar as suas características em consideração, também prezar pelo bem-estar. Algumas dicas interessantes para manter o animal saudável são: 

-expô-lo a luz solar

-providenciar janelas para que eles tenham algo com que se entreter

-sempre que possível promover o contato com outros animais

-sempre realizar alguma atividade física para manter a sua saúde em dia.

Ainda ficou com alguma dúvida? Para você se atualizar ainda mais sobre o mundo dos equinos, separamos algumas dicas para você sair na frente dos demais profissionais:

Cursos na área de equinos

Um bônus para você

[GRÁTIS] Ebook Como Atingir a Eficiência na Reprodução Equina

Ebook Reprodução Equina

  • 801
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  
Equinos

Atualizado em: 1 de fevereiro de 2019

Artigos Relacionados