Degradação do solo em pastagens: 5 práticas para evitar o problema

  •   
  • 11
  •  
  •  
  •  
degradação do solo

A degradação do solo é um dos fatores que mais interferem dentro do agronegócio brasileiro. Cerca de 80% das pastagens do território nacional apresentam problemas de degradação nos mais diferentes graus, seja pelo manejo incorreto das forrageiras ou pelo número de animais que excedem a capacidade de suporte da área.

Diante disso, abordar sobre a conservação do solo é muito importante. De uma maneira bem simples, além de causar prejuízos financeiros para o produtor rural, dependendo do grau em que esteja a degradação da pastagem, pode provocar alguns danos, como:

– Redução da forragem

– Aparecimento de doenças e plantas daninhas

– Aumento dos efeitos nocivos das pragas

Ou seja, você pode estar perdendo sua lucratividade por não evitar que a degradação do solo! Se isso está acontecendo fique tranquilo, vamos te ajudar com algumas dicas! Basta ler o artigo até o final.

Fatores que causam a degradação do solo

Em muitas propriedades, as pastagens são a principal fonte de alimento para o rebanho seja bovino, equino ou caprino. Por isso, a degradação do solo é um problema para grande parte dos pecuaristas.

É preciso que você entenda que a deterioração das pastagens é um processo contínuo, mas alguns fatores contribuem para que isso seja um problema ainda mais recorrente, são eles:

– Uso excessivo do fogo

– Ausência de adubação

– Falha no controle de pragas

– Práticas inadequadas no manejo de plantas

Por todos esses motivos é que o produtor rural, deve ficar atento a essa problemática! Pois, é mais fácil e barato investir nas medidas precatórias de conservação das pastagens do que o montante gasto depois para recuperá-la, como mão de obra e tempo para a recuperação dessas áreas.

Muitos produtores costumam reclamam que sua pastagem não está boa, ou que sua produção não está dando o lucro esperado. Se isso está acontecendo com você, veja no próximo tópico medidas que irão melhorar a pastagem dos seus animais!

5 Práticas simples para a conservação do solo

A degradação do solo em pastagens pode ser amenizada mediante a realização de um conjunto de medidas. Desde que, bem planejadas e voltadas para o manejo adequado.

Confira as dicas que, além de evitar a degradação das pastagens vão fazer você ter um pasto produtivo e de qualidade.

1. Identifique os primeiros sinais de degradação

O aparecimento de ervas daninhas, erosões do solo, diminuição das forrageiras no pasto e perda de peso do gado são sinais de alerta. Então, ao percebê-los a primeira medida a ser adotada é a realização de um diagnóstico completo da área afetada.

2. Escolha a forrageira mais apropriada

A definição da forrageira mais adequada ao tipo de solo, tecnologia disponível e clima são fundamentais para você ter em sua propriedade uma pastagem de qualidade e altamente produtiva.

Importante: Não escolha a forrageira que está na “moda” e sim que atenda suas necessidades.

3. Faça o plantio correto

Não adianta você escolher a forrageira ideal, porém não optar por sementes de boa qualidade. Além disso, você deve plantar em época de chuva e realizar a distribuição das sementes de maneira uniforme com o menor espaço possível entre elas.

Lembre-se: uma pastagem bem formada mantém o terreno coberto e protege o solo, evitando a perda de nutrientes, ajudando na retenção da umidade e adubação.

4. Saiba realizar o manejo adequado

Sem dúvida, o manejo adequado do pasto é a medida disponível mais barata ao produtor para evitar a degradação do solo. Portanto, quando ele é feito corretamente evita que a queda de produtividade e qualidade da pastagem aconteçam.

5. Utilize como auxílio um sistema de irrigação

No processo para evitar a degradação do solo, um bom sistema de irrigação é um de seus melhores aliados. Pois, contribui para a melhora da qualidade de forrageira, com maior valor nutricional e ajuda a evitar a salinização do solo, o que o torna improdutivo.

Você já sabe qual é o melhor tipo de irrigação para sua fazenda? Confira em seguida.

Qual o sistema de irrigação ideal para minha fazenda?

O primeiro ponto que precisamos destacar é que, ao contrário do que muitos pensam, a irrigação não é somente para molhar o solo. Para a escolha ideal do seu sistema de irrigação, você precisa levar em consideração alguns elementos. Por exemplo, o clima de sua região, recursos financeiros e hídricos disponibilizados para o projeto, mão de obra e maquinário.

Todos esses fatores influenciam na sua escolha! Mas, para você que não quer errar e ter um conhecimento mais aprofundado no assunto, veja essa dica de sucesso:

Curso Online de Formação de Pastagens

Fonte: Revista Agropecuária, Por dentro do Agro e Royal Máquinas

  • 11
  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Artigos Relacionados