Tipos de irrigação: conheça as 4 principais técnicas mais utilizadas

  •   
  •   
  • 8
  •  
  •  
  •  
  •  

irrigação

 

Você sabe qual é o tipo de irrigação ideal para o seu negócio? Veja nesse artigo as 4 principais técnicas para que você tenha um resultado de sucesso.

O desenvolvimento da irrigação

 

Ao longo dos anos a técnica de irrigação foi sendo adaptada. O cultivo de determinadas espécies fora de seu ambiente original e depender apenas das chuvas fez com que o produtor rural sentisse necessidade de uma maior independência. Pois, depender apenas do cair da chuva e de rios era colocar o desenvolvimento da agricultura à própria sorte.

Foi então necessário o descobrimento de técnicas para manusear a água para que o resultado positivo da plantação não fosse tão dependente do clima. Os investimentos nos sistema de irrigação surgiram baseados nessa questão, e estão diretamente relacionados às condições culturais, climáticas e do solo de cada região.

Ao longo dos anos os sistemas de irrigação foram se destacando. Atualmente, este trabalho é de extrema importância para a garantia de desenvolvimento da cultura e lucratividade. Um sistema de irrigação assertivo faz com que o produtor tenha controle sobre sua cultura passando pelo seu domínio tanto a semente quanto a planta adulta.

 

Qual o sistema ideal de irrigação?

É importante entender que não é apenas um único sistema de irrigação que atenderá todas as regiões. Algumas técnicas obtiveram maior sucesso e se destacaram tanto pela eficiência quanto pela praticidade, elas podem ser resumidas em:

#1 Irrigação por Aspersão

Irrigação por Aspersão

Esta técnica utiliza grandes quantidades de gotículas no ar de um ou mais jatos de água, elas caem no modelo de uma chuva artificial. As principais vantagens da técnica de aspersão é que ela tem disponibilidade de adaptação às diversas culturas e topografias das regiões por não precisar de sistematização do terreno.

 

#2 Irrigação por Microaspersão

Irrigação por Microaspersão

No procedimento de irrigação por microaspersão utiliza-se emissores que lançam gotículas de água em formato de chuva. Ela proporciona uma precipitação mais suave e uniforme que aspersão. Dispõe de facilidade na adaptação em diversas condições topográficas. Então,  é muito indicado à diversas culturas. É utilizado principalmente em casas de vegetação, floriculturas e jardins.

 

#3 Irrigação Autopropelido

Irrigação Autopropelido

Essa metodologia é formada por um único canhão ou mini canhão, no qual é montado sobre um carrinho e se desloca longitudinalmente ao longo da área a ser irrigada. Por ser de fácil manejo é a mais indicada para cultura que apresentam topografia plana ou inclinada como por exemplo, pomares, cafezais e pastagens.

 

#4 Irrigação por Gotejamento

Irrigação por Gotejamento

Com esta técnica a perda de água por evaporação é reduzida, pois como a água é depositada diretamente nas raízes das plantas formando pequenos círculos ou faixas únicas. Portanto, por ser um sistema de baixa vazão, onde a água fica depositada em maior tempo é ideal para produção de frutas e vegetais.

 

Ainda tem dúvidas de como escolher o melhor sistema de irrigação para seu cultivo?

 

Para responder este questionamento é necessário levar em consideração:

– Tipo de planta

– Característica do solo

– Topografia

– Clima local

– Capacidade de armazenamento de água

– Tamanho da área que deve ser irrigada

A quantidade de água e a frequência de irrigação também estão diretamente ligada à estas questões. Portanto, a intervenção de um profissional capacitado se faz necessária. Certamente, ele saberá elaborar um estudo ampliado das necessidades hídricas e distribuição de chuvas da região, a cultura, solo e topografia.

Quer aprender na prática qual o melhor projeto para você não perder dinheiro e aumentar a lucratividade? Sua solução está aqui.

Curso de Projetos de Sistemas de Irrigação

Curso de Manejo de Sistemas de Irrigação

 

E para você que chegou até o final deste artigo temos um brinde!

[GRATUITO] PALESTRA ON-LINE TÉCNICAS DE IRRIGAÇÃO

Fonte: Agrosmart

  • 8
  •  
  •  
  •  
  •  
  •   
  •   
  •  

Artigos Relacionados